Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Cristão, pai de estudante morto perdoa atirador

24 OUT 2017
24 de Outubro de 2017

Aluno atirou em colegas dentro de escola em Goiânia

O tiroteio no colégio Goyases, em Goiânia deixou dois mortos e dezenas de feridos. Um estudante, que seria vítima de bullying, atirou contra todos. O pai de uma das vítimas, João Pedro Calembo, 13 anos, deu uma entrevista surpreendente.

Evangélico, ele disse que perdoa o atirador e espera que a sociedade faça o mesmo. Durante o velório do filho, o publicitário Leonardo Marcatti Calembo fez um apelo para que todos os pais “cuidem de seus filhos”. Além de João Pedro, o adolescente João Vitor Gomes, 13 anos, também morreu.


“Nossa família é cristã, e ele sempre foi educado e pautado no respeito ao próximo. Os preceitos familiares estão perdidos na nossa sociedade, a gente tem que reforçar esses valores, e meu filho tinha tudo muito claro. Tudo isso poderia ser evitado”, relatou emocionado.

No enterro de João Pedro, no Cemitério Parque Memorial, em Goiânia, foi celebrado um culto em homenagem ao adolescente. Centenas de pessoas estavam presentes.

O publicitário afirmou ainda que as pessoas tenham mais fé e a passem aos seus filhos. “A partir do momento que a gente tem esses valores fixos nas nossas casas, muitas respostas são encontradas para nossos problemas. Os problemas não resolvidos geram conflitos. A palavra bullying é nova, o assédio sempre aconteceu. A partir do momento que você não resolve o problema em casa, acontecem os conflitos”, afirmou. Com informações G1

Voltar

Rádio Filadélfia FM

Av. Tancredo Neves Nº 55 - Jardim de Deus - Tucuruí/PA

Tel. (094) 3787 6310 / 98112 0301 / 99256 0203